Este é o meu espaço... e o de tod@s aquel@s... Que as suas as vidas são movidas por desafios! Que acreditam que um mundo melhor é possível! Que acreditam em UTOPIAS... por isso vamos UTOPIAR!

.posts recentes

. 20 de Março de 2010- Vamo...

. Yike Bike...

. Filósofo Lipovetsky defen...

. Jardim Botânico de Coimbr...

. Os dez mandamentos para e...

. Help tell our leaders the...

. Criem uma baleia....

. Vacas e ovelhas poluem ma...

. Hoje... Dia Mundial do Am...

. Vamos apagar as luzes... ...

.arquivos

. Junho 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007


Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010

20 de Março de 2010- Vamos Limpar Portugal!

LIMPAR PORTUGAL - Grupo de Águeda já mexe
 
limpar Portugal

Os primeiros voluntários da iniciativa Limpar Portugal reuniram no passado dia 10 de Dezembro na Câmara Municipal de Águeda com o objectivo de estruturar a acção que se desenvolverá localmente: Limpar o Concelho de Águeda.

 

O projecto Limpar Portugal é um movimento cívico que tem como principal objectivo, no dia 20 de Março de 2010, remover todo o lixo depositado indevidamente nos nossos espaços verdes. Numa iniciativa apoiada pela Autarquia de Águeda, pretende-se, através da participação cívica, promover a comunicação e a reflexão sobre a problemática dos resíduos, do desperdício, do ciclo dos materiais e do crescimento sustentável. Esta iniciativa, realizada na Estónia em 3 de Maio de 2008, reuniu 50.000 voluntários e recolheu 10.000 toneladas de lixo em 5 horas.

 

A cerca de três meses do “Dia L – Dia do Limpar Portugal”, o grupo de Águeda (AGD) tem vindo a reunir mais adeptos esperando a organização que, “muitos mais venham a voluntariar-se nas diferentes freguesias”. Espera-se assim, uma colaboração activa de cidadãos a título individual, movimentos e grupos de cidadãos, escuteiros, empresas, instituições, escolas, Bombeiros, juntas de freguesia, Cruz Vermelha, associações desportivas, IPSS, entre tantas outras que poderão colaborar para que esta iniciativa seja um sucesso no Município de Águeda.

A participação dos voluntários no dia 20 de Março, passa por colaborar na limpeza dos espaços identificados para o efeito mas também, na identificação dos locais a limpar, na organização do grupo na sua freguesia, na divulgação do projecto, na consultadoria técnica, na cedência de meios de transporte para resíduos (“pick-up”, tractor, atrelados,...), material vário como sacos, luvas, águas, entre outros.

 

Toda a participação terá que ser voluntária ou com a cedência de bens e/ou serviços, não se aceitando contrapartidas monetárias. Se está interessado em participar no Projecto Limpar Portugal, registe-se no grupo de Águeda – AGD – em: http://limparportugal.ning.com/ ou contacte a Câmara Municipal de Águeda: presencialmente, nos serviços camarários, ou por e-mail ou telefone, deixando o seu nome, morada, contacto telefónico, e-mail (se tiver).

Colabore ainda na identificação dos locais que entende necessitarem de ser limpos. Participe activamente, para tornar Águeda num Concelho melhor.

 

(Retirado do Site da CMA)

sinto-me:

publicado por DesafiarTe às 17:47

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 4 de Novembro de 2009

Yike Bike...

Ora aqui está uma bicicleta para mim!!! Isto sim seria qualidade de vida! Mas, contento-me com a minha velhinha... companheira de tantas aventuras!

 

http://www.yikebike.com/site/home

 

sinto-me:

publicado por DesafiarTe às 15:12

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 29 de Outubro de 2009

Filósofo Lipovetsky defende “ecologia do espírito” contra obsessão pelo consumo

"Contra a “paixão” que coloca o consumo no centro da vida dos seres humanos, só uma “ecologia do espírito” que lhes ofereça outras paixões e felicidade, defendeu ontem o filósofo francês Gilles Lipovetsky em Lisboa, na conferência “Ambiente na Encruzilhada”, organizada pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Na conferência, que continua hoje, Lipovetsky recusou “diabolizar” o consumo, mas afirmou que é quando se torna “o centro da vida” que se torna também “perverso, um erro”, o que acontece na sociedade actual de “hiper-consumo”.

Apontando o aumento da obesidade que evidencia o “excesso de consumo que se deve criticar”, Lipovetsky - professor da Universidade de Grenoble, em França, e autor de obras como “A Era do Vazio” - reconheceu que o aumento de tecnologia e produtos disponíveis pode “fazer recuar a doença, os grandes desastres”, mas a partir de um certo limiar ter mais dinheiro não aumenta a felicidade.

“Quando [o consumo] é o tudo da existência, é perverso. O Homem não deve ser só um consumidor, deve ser uma criatura que aprende, que pensa, que se ultrapassa”, argumentou.

A contrapor à “paixão da espiral consumista”, só uma “pedagogia e uma política de paixão, que ofereça objectivos capazes de mobilizar a paixão dos indivíduos”, declarou.

“Pela arte, pelo trabalho, é preciso dar aos seres humanos a capacidade de viver para outras coisas além das marcas ou da substituição de uns produtos por outros. É precisa uma ecologia do espírito, precisamos de criar outro pólo, senão não vai parar esta bulimia”, disse, defendendo ser necessário “inventar novos modos de educação e trabalho”.

“A felicidade não cresce ao mesmo ritmo que a economia. Existe um mito, um fetiche com a ideia de crescimento, que não é um bom indicador de felicidade”, disse o filósofo.

Para Lipovetsky, a escalada do consumo deve-se, entre outros factores, à mundialização da economia, que não pára de propor novos serviços e produtos numa “fuga para a frente infernal” e à legitimação da “cultura hedonista em que gozar a vida já não é um interdito”.

Por outro lado, “paga-se caro” por viver numa sociedade individualista, em que o desempenho individual é constantemente medido: com “angústia”, a que as pessoas, ansiosas, já não reagem “indo à missa”, mas consumindo, num mundo em que comprar já não tem limites nem de espaço nem de tempo.

Com a Internet, finalizou-se um modelo de “consumo contínuo”, que, “com ou sem crise, vai continuar”.

Se, antigamente, o consumo era organizado por família ou por classe social, hoje o consumidor é “nómada, imprevisível, descoordenado”, apontou. Compra para si, compra luxo - mesmo que tenha que reduzir noutros sectores - e compra sempre à procura de prazer, essencialmente, mais do que de prestígio.

Hoje, “vive-se para ter constantemente pequenas experiências, para combater um pouco a banalidade dos dias, evitar a fossilização do quotidiano, há uma curiosidade constante pelo que é novo”, acrescentou."

http://ecosfera.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1407202

sinto-me:

publicado por DesafiarTe às 12:40

link do post | comentar | favorito

.DesafiarTE

.pesquisar

 

.Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.links

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds