Este é o meu espaço... e o de tod@s aquel@s... Que as suas as vidas são movidas por desafios! Que acreditam que um mundo melhor é possível! Que acreditam em UTOPIAS... por isso vamos UTOPIAR!

.posts recentes

. Autarquia promove Camp...

. Já tens a tua Agenda 2010...

. 20 de Março de 2010- Vamo...

. Yike Bike...

. BIBLIOTECA DIGITAL GRATUI...

. Filósofo Lipovetsky defen...

. O hipnotizador

. Jardim Botânico de Coimbr...

. Os dez mandamentos para e...

. Hoje comemora-se o Dia Na...

.arquivos

. Junho 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

Domingo, 6 de Junho de 2010

Autarquia promove Campanha de Dadores de Medula Óssea

A Câmara Municipal de Águeda, em parceria com o Centro de Histocompatibilidade de Coimbra, a Associação CADES, a Bela Vista, o Ginásio Clube de Águeda (GiCA) e o Grupo de Dadores de Sangue de Águeda, está a organizar uma Recolha de Dadores de Medula no dia 19 de Junho próximo (Sábado), das 9:00 às 13:00 e das 14:00 às 17:00.

 

O transplante de medula óssea pode representar a única possibilidade de sobrevivência para doentes com leucemia ou outras patologias. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, todos os anos morrem cerca de 7 milhões de pessoas devido a situações oncológicas. Quando os tratamentos de quimioterapia e radioterapia não são suficientemente eficazes e curativos, o transplante de medula pode ser a única esperança para alguns destes doentes.

 

O que é a Medula Óssea

A medula óssea é um tecido de consistência mole que preenche o interior de alguns ossos do corpo humano. Este tecido contém células progenitoras com capacidade de se diferenciarem nas diferentes células sanguíneas. Em determinadas patologias, estas células ficam alteradas, deixando de ser capazes de desempenhar correctamente as suas funções, resultando em alterações da constituição celular do sangue, que podem ser extremamente graves para o ser humano.

 

Nestas situações, a substituição da medula óssea doente, ou deficitária, por células normais de medula óssea, procedimento conhecido como transplante de medula óssea, poderá permitir a reconstituição de uma nova medula, capaz de exercer as suas funções na plenitude.

 

Dador de Medula Óssea – Um Gesto de Solidariedade

Porém, o transplante de medula óssea só é possível em casos muito específicos, e em que existe uma elevada compatibilidade entre as novas e saudáveis células de medula óssea e as células do doente. Segundo o Portal da Saúde, aproximadamente 80% de todos os doentes têm, pelo menos, UM potencial dador compatível. No entanto, apenas para cerca de 25% dos doentes este dador compatível é um familiar. O que significa que para os restantes 75%, o potencial dador pode ser qualquer pessoa das cerca de 6 biliões que habitam no Planeta Terra. Por isso, qualquer um de NÓS poderá representar a hipótese de cura de um destes doentes.

 

Mas como encontrar esse dador?

Foi com o objectivo de responder a muitas situações de doentes que tinham indicação para transplante de medula óssea e não tinham um dador familiar compatível que foi criado o Registo Nacional de Dadores Voluntários de Medula Óssea.

 

Até ao ano de 2003 Portugal dependia quase exclusivamente de dadores vindos de outros países dado que não contava com um número suficiente de dadores. No entanto, a divulgação do Registo, associada à generosidade que caracteriza a população portuguesa deu fruto, como o demonstra os cerca de 200 mil dadores portugueses hoje inscritos. Estes valores representam o segundo maior registo da Europa por milhão de habitante e um dos maiores do mundo, sendo, por isso, um grande motivo de orgulho.

 

Aparentemente alto, o número não revela um problema: segundo os especialistas, a grande dificuldade para que a doação seja efectivada está na necessidade de 100% de compatibilidade da medula  do paciente com a do doador. Infelizmente ainda existem muitos doentes que aguardam com ansiedade, a identificação de um dador compatível. É, por isso, urgente aumentar o número de potenciais dadores de medula óssea! Quanto maior o número de pessoas inscritas como dadores, maior a probabilidade de se salvar uma vida em qualquer parte do mundo!

Como ser Dador de Medula Óssea

Para ser dador basta ter entre 18 e 45 anos, ser saudável, ter peso mínimo de 50 kg e nunca ter recebido uma transfusão de sangue. Reunidas estas características à vontade de ajudar, é necessário então dirigir-se a um dos Centros de Histocompatibilidade do país, existem três: Porto, Lisboa e Coimbra; ou a qualquer brigada por eles organizada. Uma vez aí, e após manifestar a intenção de ser dador, é necessário preencher um pequeno questionário clínico, que será avaliado por um médico. Caso não haja qualquer contra-indicação, será solicitada a doação de uma pequena amostra de sangue. Com essa amostra serão realizados testes que permitirão efectuar a tipagem (caracterização) celular. Se tudo estiver em ordem, os dados pessoais bem como a tipagem correspondente serão guardados numa base de dados nacional e internacional de dadores de medula óssea.

 

Após a identificação do possível dador, este será contactado no sentido de uma nova colheita de sangue para que sejam efectuados testes mais precisos de compatibilidade. Se estes indicarem que há uma perfeita semelhança entre o dador e o doente, poderá, então, efectuar-se a colheita de medula óssea para o transplante.

 

Colheita de Medula Óssea – Como se efectua

A colheita de medula óssea poderá ser realizada de duas formas diferentes. Uma delas é efectuada a partir das veias periféricas do braço, num processo rápido e simples. Neste processo, o sangue retirado da veia do dador passa através de um aparelho que remove apenas as células necessárias para o transplante, devolvendo as restantes ao dador. A outra forma de colheita é efectuada colhendo as células progenitoras no interior do osso pélvico. Este processo é efectuado no bloco operatório, sob anestesia, por punção dos ossos da bacia, e requer uma breve hospitalização de cerca de 24 horas.

 

Cabe ao dador a opção de qual forma de colheita pretende. A cada etapa do processo o dador é informado sobre o que se vai passar, e tem sempre a oportunidade, a qualquer momento, de continuar ou desistir.

 

Os riscos físicos de se registar como potencial dador de medula óssea, são apenas os decorrentes de uma normal colheita de sangue, e que se podem considerar mínimos.

 

Venha inscrever-se como dador de medula óssea no próximo dia 19 de Junho (Sábado), nas instalações do Ginásio Clube de Águeda (GiCA), na Cidade de Águeda, entre as 9:00 as 13:00 e entre as 14:00 as 17:00.

Com um pequeno gesto pode salvar a vida de alguém!


publicado por DesafiarTe às 21:00

link do post | comentar | favorito

.DesafiarTE

.pesquisar

 

.Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.links

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds