Este é o meu espaço... e o de tod@s aquel@s... Que as suas as vidas são movidas por desafios! Que acreditam que um mundo melhor é possível! Que acreditam em UTOPIAS... por isso vamos UTOPIAR!

.posts recentes

. Autarquia promove Camp...

. Já tens a tua Agenda 2010...

. 20 de Março de 2010- Vamo...

. Yike Bike...

. BIBLIOTECA DIGITAL GRATUI...

. Filósofo Lipovetsky defen...

. O hipnotizador

. Jardim Botânico de Coimbr...

. Os dez mandamentos para e...

. Hoje comemora-se o Dia Na...

.arquivos

. Junho 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

Segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2009

A Linguagem como património

O que são provérbios?

  • Saberes do povo
  • Cultura popular
  • Ditado
  • Sentença moral
  • Máxima,...

 

Exemplos de provérbios:

 

Agricultura

  1. A aveia quer ver o lavrador voltar para casa.
  2. A azeitona e a fortuna: às vezes, muita; às vezes, nenhuma.
  3. A lavrador descuidado, os ratos (lhe) comem o semeado.
  4. A lavrador preguiçoso, levam os ratos o precioso.
  5. Ano de ameixas, ano de queixas.
  6. Ano de lavrador, não é de pescador.
  7. Boa ferramenta trabalha o agricultor.
  8. Cada um colhe o que semeia.
  9. Campo fraco, lavrador forte.
  10. Colheitas de ano bissexto cabem todas num cesto.
  11. Cordeirinho manso, mama na mãe e na alheia.
  12. Da cereja à castanha vem me amanho. Da castanha à cereja é que me vejo.
  13. Em maré de Lua cheia não cortes pau nem aveia.
  14. Mais faz o ano que o campo bem lavrado.
  15. Mais vale lavrar o que é nosso ao longe, do que é alheio ao perto.
  16. Não há boa terra, sem bom lavrador.
  17. Nem sempre a boa semente cai em terreno fértil.
  18. Páscoa em Março, é fome ou mortaço.
  19. Pelo Natal, bico de pardal. Pelo Entrudo, alho cabeçudo.
  20. Quando não o dão os campos, não o dão os santos.
  21. Se a trovoada vem do lado do mar, põe o gado a lavrar. Se vem do lado da terra, põe tudo em terra.

 

Estado do Tempo/Meteorologia/Estações do Ano

22.   A água de nevão dá pão; a de trovão, em parte dá, em parte não.

23.   A chover e a fazer sol estão as bruxas no farol.  

24.   A desgraça de Portugal, dá-lhe três cheias antes de Natal.

  1. A invernia de Março e a seca de Abril põe o lavrador a pedir.

26.   A Inverno chuvoso, Verão abundoso.

27.   A ti, chova todo o ano e a mim, chova em Abril e Maio.

28.   Água de trovão, em partes dá, em partes não.

  1. Água leva o vento.

30.   Ano de cheia, arca cheia.

31.   Ano de geão, ano de pão.

32.   Ano de muita chuva, muita casca, pouco grão.

33.   Ano de muita chuva, muita casca, pouco pão.

34.   Ano de muita chuva, muita parra, pouca uva.

  1. Ano de neves, ano de bens.

36.   Ano ventoso, ano formoso.

37.   Após a tempestade vem a bonança.

38.   As águas da Ascensão, das palhinhas fazem grão.

39.   Bom tempo no Inverno e mau no Estio, mau ano de fome, bom ano de frio.

40.   Calor de Outono mata gente.  

41.   De Inverno ou de Verão, não deixes o teu gabão.

42.   Deixa chover, a água é o sangue da terra.

  1. Em Abril, águas de mil.
  2. Em Abril, queimas o carro e o carril. Em Maio o que sobrou, a velha o queimou.
  3. Em Fevereiro, morreu a velha ao solheiro.
  4. Está a pingar, está a chover, é casamento de viúva.
  5. Folhas a cair, está o inverno para vir.
  6. Gaivotas em terra, tempestade no mar.
  7. Lua nova trovojada, 30 dias é molhada.
  8. Março, morcegão de manhã Inverno, à tarde Verão.
  9. Minhoca à vista, está a chuva para vir.
  10. Névoa roxa para o mar, carrega o burro e põe-te a andar. Névoa roxa para a serra, chuva na terra.
  11. Se chover na hora da missa, temos chuva para toda a semana.

 

 

Comportamentos sociais

  1. A brincar, a brincar, o macaco enganou a mãe.
  2. A descer, todos os santos ajudam.
  3. A galinha da minha vizinha é sempre melhor que a minha.
  4. A gente não é aquilo que queríamos ser. É o que nos querem fazer.
  5. A melhor semente é a da língua.
  6. Água mole em pedra dura, tanto bate, até que fura.
  7. Amigo, não empata amigo.
  8. Amor, com amor se paga.
  9. Andar devagar para chegar depressa.
  10. Ao almoço me dão pêras, à tarde pêras me dão. À merenda pão e pêras e à ceia pêras e pão.
  11. Aos quarenta, ou vai ou rebenta.
  12. As palavras são como as cerejas, vão umas e vêm outras.
  13. Boa ferramenta ajuda o trabalhador.
  14. Bom trabalhador, não escolhe ferramenta.
  15. Calças brancas em Janeiro, é sinal de pouco dinheiro.
  16. Cão que ladra, não morde.
  17. Casa de ferreiro, espeto de pau.
  18. Cautela e caldos de galinha, nunca fizeram mal a ninguém.
  19. Cautela e canja de galinha nunca fez mal a ninguém.
  20. Com ferros matas, com ferros morres.
  21. Comer laranja de manhã é ouro, à tarde é prata e à noite mata.
  22. De pequenino, se torce o pepino.
  23. Depois da casa roubada, trancas à porta.
  24. Depois da noiva casada, há muito pretendentes.
  25. Deus dá nozes a quem não tem dentes.
  26. Deus escreve direito, por linhas tortas.
  27. Devagar se vai ao longe.
  28. Devagar, devagarinho, se vai ao longe.
  29. Em casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão.
  30. Estás na horta e não vês as couves.
  31. Fernando, Fernandinho vai ao vinho, quebrou o copo no caminho. Ai copo, ai vinho. Ai do cú do Fernandinho.
  32. Filho és, pai serás. Assim, o fizeres, assim o acharás.
  33. Grão a grão, enche a galinha o papo.
  34. Ladrão que rouba ladrão, tem cem anos de perdão.
  35. Mais vale andar, do que estar parado.
  36. Mais vale perder um minuto na vida, do que a vida num minuto.
  37. Mais vale sê-lo, do que parecê-lo.
  38. Mais vale um bom mandador, do que um bom trabalhador.
  39. Mais vale um bom trabalhador, do que um bom mandador.
  40. Mais vale um pássaro na mão, do que dois a voar.
  41. Menina faz por ser boa, que a tua voz ao longe entoa, vais mais depressa a má que a boa.
  42. Menina honrada, não tem ouvidos.
  43. Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje.
  44. Não dês um passo maior que a perna.
  45. Não te rias do vizinho, que o mal vem pelo caminho.
  46. Não tires pedras ao vizinho, que o mal vem a caminho.

100. O mar largo, o mar largo, o mar largo sem ter fundo. Mais vale andar no mar largo do que nas bocas do mundo.

        101. Ó meu amor não vás longe, que amanhã também é dia e eu vou na tua companhia.

        102. Olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço.

        103. Onde há fumo, há fogo.

        104. Para teres um carro, primeiro precisas da garagem.

        105. Prego em cima de prego, não prega.

        106. Quando se arranja uma panela, arranja-se o testo para ela.

        107. Quanto mais chora, menos mija.

        108. Quem anda à chuva, molha-se.

        109. Quem anda à chuva, molha-se.

        110. Quem aos vinte não é, aos trinta não tem, aos quarenta não é ninguém.

        111. Quem cabritos vende e cabras não tem, de algum lado vem.

        112. Quem canta seus males espanta.

        113. Quem come castanhas, rebentam-lhe na boca.

        114. Quem de carneiro não vai, de carneiro não passa.

        115. Quem desdenha, quer comprar.

        116. Quem feio ama, bonito lhe parece.

        117. Quem muito fala, pouco acerta.

        118. Quem muito fala, pouco aprende.

        119. Quem não faz em novo, em velho não vai lá.

        120. Quem não morre de novo, de velho não escapa.

        121. Quem quer vai, quem não quer manda.

        122. Quem quer vai, quem não quer manda.

        123. Quem sai aos seus não degenera.

        124. Quem semeia ventos, colhe tempestades.

        125. Quem tem muito riso, tem pouco friso.

        126. Quem tem muito riso, tem pouco juízo.

        127. Quem tem telhas de vidro não deve cuspir para o ar.

        128. Quem tem tenhas de vidras, não pode atirar pedras para o ar.

        129. Quem tudo quer, tudo perde.

        130. Quem vai à guerra, dá e leva.

        131. Quem vai ao ar, perdeu o lugar.

        132. Quem vai ao mar, avia-se em terra.

        133. Santos à porta, não fazem milagres.

        134. Se precisam da minha ajuda, não me incomodem.

        135. Tal pai, tal filho.

        136. Tantas vezes vai o cântaro à fonte, que algum dia lhe fica a asa.

        137. Vozes de burro, não chegam ao céu.

 

 

O resultado da minha sessão de formação desta manhã, com um grupo de Águeda.

Entusiasmo qb

sinto-me:
tags:

publicado por DesafiarTe às 16:39

link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De LP a 26 de Fevereiro de 2009 às 01:43
Olá!

Que será de nós quando não tivermos desafios...
Contudo o maior desafio, somos sempre nós!
Ultrapassá-lo? Jamais!
Geri-lo? negociá-lo? Talvez seja o conceito "certo" para viver neste mundo...


Comentar post

.DesafiarTE

.pesquisar

 

.Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.links

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds